como escolher e contratar um

DJ para casamento

Conheça algumas dicas para escolher e contratar um DJ para seu casamento

A festa de casamento é a parte “relax” de todo este processo que, por muitas vezes, inicia-se de um a dois anos de antecedência e envolve uma série de preparativos, escolha de local, escolha de profissionais, roupas, decoração de cerimônia, decoração de igreja, roupas, etc.

Assim, o momento “festa” inspira uma atenção equivalente a dispensada para a escolha dos demais itens, pois é o momento que os noivos terão para liberar toda a energia e emoção acumuladas durante a cerimônia e todo o período antecedente.

Há casais que optam por bandas, pois preferem a música ao vivo ou mesmo as brincadeiras que os componentes podem inserir no meio da festa. Outros dão preferência ao que chamamos de música mecânica ou som mecânico, produzido através de CDs, discos de vinil ou arquivos de música MP3.

É aí que entra o DJ, ou Deejay que é a pessoa responsável por colocar a música certa no momento certo, fazer a animação da pista com brincadeiras, dar recados para os convidados, etc.

Ao contratar um DJ para casamento, é importante levar em
consideração alguns pontos como:

Tempo de trabalho como DJ

A experiência total adquirida desde o início da carreira conta muito para o resultado do evento.

EXPERIÊNCIA EM CASAMENTOS

O profissional precisa conhecer todo o protocolo de uma recepção e festa de casamento.Portanto, sua experiência com foco em casamentos deve ser levada em consideração.

Apresentação do profissional

Perceba o cuidado dispensado pelo profissional com suas vestimentas, seu asseio, etc., afinal você não vai querer em seu grande dia uma pessoa que destoe do ´dress code´ de sua festa!

Dicção

Via de regra, o DJ para casamento também é um comunicador, que informa os momentos da festa, dá recados importantes, e brinca com os convidados. Preste atenção em sua comunicação verbal!

Equipamentos que serão usados na festa

Confirme com o profissional que tipos de equipamentos ele utiliza em sua apresentação, se possui equipamentos reserva para o caso de alguma pane, e se presta boa manutenção preventiva a eles.

Equipe de apoio (Auxiliares/montadores)

Um DJ normalmente pode levar auxiliares para a montagem e para a festa, por motivos óbvios, afinal ele estará concentrado na festa. Confirme qual equipe ele possui.

Saber exatamente como o DJ trabalha

é fator fundamental para o sucesso de seu evento!

Veja alguns itens a checar no primeiro contato com o DJ

o profissional possui a data disponível?

O dj possui o repertório que você procura?

preço do trabalho do dj (cachê)

qual o preço de locação dos equipamentos?

Perceba que falamos em valor de cachê (profissional)
e valor de locação de equipamentos.

Vamos ao ponto:

Cachê do profissional é quanto o DJ recebe para realizar seu trabalho. É o que compõe o ‘salário’  do DJ no fim do mês, numa linguagem mais acessível.

Há DJs que simplesmente não possuem os equipamentos necessários para locar a você, como caixas de som, estrutura de iluminação de pista, equipamentos de iluminação de pista, telão, tvs lcd, iluminação de ambiente, etc.,

Neste caso, você precisará contratar uma empresa especializada em locação destes equipamentos.

Por outro lado, há DJs que fazem o já conhecido “pacotão”, oferecendo aos clientes um conjunto de equipamentos juntamente com seu trabalho, por um preço via de regra mais acessível

E se o DJ não conhecer o espaço onde será o evento?

Vale lembrar que uma reunião no local da festa é uma maneira de conhecer melhor o profissional e repassar a ele um maior número de informações que serão de grande valia na data do evento.

Além disso, nessa reunião – a famosa VT ou Visita Técnica – será possível para o DJ entender como funcionam as regras do local para pontos cruciais como a carga e descarga dos equipamentos, o uso da energia elétrica, se o sistema de energia elétrica atende a carga gerada pelos seus equipamentos, bem como determinar onde o DJ montará a pista de dança, evitando assim conflito com itens de decoração, entre outros.

Essa reunião via de regra permite que a montagem dos equipamentos, no grande dia, flua de maneira suave, sem atrapalhar o trabalho dos demais profissionais envolvidos.

E o repertório?

Um DJ normalmente tem um repertório bem vasto, girando em torno de 5 mil
a até mais de 100 mil títulos, nos mais variados estilos.

Há profissionais que optam por utilizar CDs e discos de vinil, e outros possuem
seu repertório totalmente em arquivos digitais, o famoso MP3.

Como uma festa com duração de 5hs envolve em média um número em torno de 100 músicas
(considerando uma duração média de 3 min / música), é interessante que os noivos
definam bem o repertório a ser executado, focando agradar a todos os convidados.

Realizar uma reunião com o profissional ou informar uma lista de músicas (playlist) que
não podem faltar na festa é importante para nortear o DJ para que ele possa fazer os convidados se divertirem.

Deixar a cargo do DJ a ordem das músicas é importantíssimo, pois ele possui o ´feeling´
para saber qual música ou qual estilo tocar em cada momento, não deixando a pista ´cair´.

Como sei se o DJ é confiável?

Procure referências do DJ.
Pesquise no Google, no ReclameAqui, no Procon, veja em sites especializados em casamentos, etc.

Da mesma forma que você, noiva, busca um bom profissional para fazer sua maquiagem, para confeccionar seu vestido, para decorar o ambiente, deve também se preocupar em obter referências do profissional que vai ter a tarefa de animar sua festa!

Quero um contrato!

JAMAIS realize a contratação sem ter firmado um contrato de prestação de serviços com o profissional. 

Se ele não tiver uma minuta para lhe enviar ou para lhe apresentar, desconfie! 

Afinal, é este documento que vai certificar que você receberá em sua festa exatamente o que foi combinado com o profissional.

Um contrato justo deve conter os dados das partes (CPF, RG, CNPJ se houver, endereço, formas de contato), descrição dos serviços e equipamentos a serem locados, data e horário do início do evento para nortear o profissional sobre quanto tempo ele deve dispensar para montar e testar seus equipamentos, além de eventuais restrições que o profissional possa ter.

Um profissional que possui uma empresa legalmente constituída (CNPJ) deve ter um peso maior em sua decisão, pois demonstra seriedade e comprometimento, ao invés de alguém que talvez realize este trabalho de forma esporádica, visando ter uma renda extra.

E quanto à forma de pagamento?

O preço cobrado pelo profissional é muito relativo a experiência que o DJ possui, bem como o que está sendo oferecido, como equipamentos, repertório, duração do evento, etc..  Isso varia de profissional para profissional, face a não haver uma regulamentação da profissão. Porém, não se deixe levar pelo muito barato, pois isso pode se refletir no resultado de sua festa!

Normalmente os DJs investem muitos recursos na compra de raridades e lançamentos e na manutenção de seus equipamentos que, em sua grande maioria, é muito cara.

Considerando todos estes pontos, há profissionais que flexibilizam a forma de pagamento, há profissionais que dão descontos para pagamento à vista, ou brindes para a mesma modalidade. Cabe verificar as condições que cada profissional oferece.

Há uma ´regra´ no mercado de eventos que preconiza que todos os serviços devem ter seus pagamentos quitados até uma semana ou um dia antes do evento, o que não costuma ser diferente com o DJ.

Veja neste ponto mais um motivo para iniciar o quanto antes a busca por este profissional.

Se o casamento foi marcado para daqui a um ano, comece já a fazer as cotações, pois isso permite encontrar o profissional com quem você simpatize, além de facilitar a negociação.

Esperamos ter ajudado!

Equipe FestAgora Eventos

Solicite seu orçamento!

Clique no botão a seguir :